Já te contei?...

Porque há coisas que às vezes ficam por contar...

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2007

Incompatibilidades

É firme a certeza de que não me dou bem com veículos de duas rodas. Para ser mais específica terei de retirar da minha experiência (por insuficiência) o único episódio passado numa mota, que não chegou a um minuto. Isto porque quando o velocímetro estava quase a chegar aos 30km/h, eu já gritava para parar (entenda-se, eu ia a "pendura").

Resumindo-me então às bicicletas, recuo uns anos e volto aos meus tempos de "radical", quando escalava paredes e descia rios... Ainda me aventurei algumas vezes pelos caminhos sinuosos (e dolorosos!!) da BTT, mas sempre sem sucesso! Era conhecida a avaliação da minha prestação: "nas subidas sai da bicicleta porque não tem força para pedalar, nas descidas sai da bicicleta porque tem medo de cair"! Ou seja, passava mais tempo com a bicicleta na mão, do que montada nela!

A estas memórias, junta-se a lembrança das dores que vinham depois de cada actividade de BTT, não só das pernas, como de toda a zona que mantinha contacto (ainda que pouco) com o selim (if you know what I mean...)! Tudo isto se reavivou ontem, depois de ter feito uma aula de RPM (Rotações Por Minuto) ou Spinning. 50 minutos a pedalar (aos 10' já estava prestes a desistir), com maior ou menor intensidade, de pé ou sentados, de modo a simular um trilho de BTT...

Com a diferença de ter conseguido estar os 50 minutos na bicicleta (sem cair! - coisa rara...), estou que nem posso das pernas, já para não falar da dificuldade em me sentar!!

Acho que para a próxima levo uma almofadinha...

1 Comments:

At sábado, fevereiro 10, 2007, Anonymous Sandra said...

Bem sei o que isso é, pedalas em pé e doi-te as pernas, sentas-te e doi-te algo bem pior... voltas a por-te em pé e sofres e suas como se não hovesse amanhã. Tudo isto para perder uns centímetros.
Ahh e por falar nisso vou fazer uma aula agora.
Wish me luck!!!

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home