Já te contei?...

Porque há coisas que às vezes ficam por contar...

terça-feira, 17 de abril de 2007

Dreeeeeam, dream, dream, dream...

Sou daquelas pessoas que se lembram dos sonhos até ao mais ínfimo pormenor, ao ponto de levar ao tédio qualquer ouvinte (normalmente um em particular). “E depois eu disse-lhe assim”, “E a seguir já estava num sítio completamente diferente que era uma mistura de Roma com Aljezur”, “E afinal já não era a Joana, mas uma colega minha da faculdade que me trouxe a caixa azul onde estavam os livros disto ou daquilo”, bla bla bla, bla bla bla… enfim, cada sonho dava uma aventura cinematográfica.

O pior é que às vezes alguns sonhos são mais intensos e acabam por me deixar a pensar neles. Mais intensos no sentido em que o seu conteúdo me incomoda de uma ou outra forma. Como aquele, totalmente despropositado, em que eu estava no Açores (nunca lá estive) e de repente veio uma onda gigante que supostamente nos engoliu a todos. Digo supostamente porque acordei antes. Fiquei tão incomodada que tive que partilhar a história nesse mesmo dia. Ainda mais incomodada fiquei quando, no dia seguinte, um tsunami devastou a costa asiática…

Não querendo agoirar, esta noite tive um desses sonhos, mas a onda gigante (desta vez no Algarve – e não, não era aquela onda imaginária que há uns anos atrás fez com que centenas de pessoas fugissem das praias da costa algarvia) à medida que se aproximava da casa onde estávamos, ia-se transformando em fogo (tipo erupção vulcânica).

Para além de outros sonhos pirómanos que me têm assaltado, e que, normalmente têm como cenário a casa dos meus pais...

Enfim, quis partilhar esta informação… A propósito, alguém descodifica sonhos?

PS – Já agora, tens a certeza que o vulcão lisboeta está mesmo adormecido???...

5 Comments:

At quarta-feira, abril 18, 2007, Blogger Dragonfly said...

Queres acreditar que o pior sonho que já tive na vida durou (o que eu achei serem) 5 minutos??? Acordei com falta de ar, ofegante e com medo de voltar a adormecer.
Bem sei que tinha uns 10 anos, mas já tinha idade para saber relativizar... ainda para mais, tendo em conta o sonho que foi:

Sonhei que eu era um mamute(?), e que estava numa serra (acho que tirei isto de um filme, que costumava ver na altura, chamado "Em Busca do Vale Encatado"), e de repente acordo porque vinha na minha direcção uma mosca a entrar-me pelo olho (podia ser mais ridiculo????)

Achas normal????

Daqui resultaram duas coisas:
1. Nunca mais vi o tal filme
2. Nunca mais acreditei em premonições...

 
At quarta-feira, abril 18, 2007, Anonymous Anónimo said...

Verdadeiramente o post mais arrepiante que escreveste até hoje... se soubesse não o tinha lido... incomóda mesmo... irraaaa :S Pipa

 
At quarta-feira, abril 18, 2007, Anonymous Sandra said...

Madame Náná está baixando!!! Aproximem-se clientes, nunca falha! Lê a mão, as cartas e até a borra do café...

E começares a sonhar com coisinhas boas e relacionadas com as amigas??? Hummmm, não era bem melhor???

(Descodificação: A sra. Perfeitinha tem que ter sonhos horrorosos, chama-se lei da compensação, eh eh eh!!)

 
At quarta-feira, abril 18, 2007, Anonymous susa said...

era só para dizer que hoje houve uma erupção vulcânica na Colômbia... o vulcão Nevado del Huila entrou em actividade e milhares de pessoas tiveram de sair das suas casas, mas acho que não há vítimas. a erupção causou também uma avalanche

bjs

 
At quarta-feira, abril 18, 2007, Blogger Náná said...

Obrigada... Que notícia boa...
Qualquer dia até tenho medo de adormecer.

Há ou não há coincidências?

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home