Já te contei?...

Porque há coisas que às vezes ficam por contar...

sexta-feira, 15 de dezembro de 2006

Pinheirinho, pinheirinho...

Já montei a Árvore de Natal. Na semana passada, cedendo à pressa do Natal que a sociedade de consumo nos incute. A tradição já não é o que era...

Lá em casa (dos meus pais), quando éramos crianças, montar a árvore de natal, era um acontecimento! Um “ritual sagrado” partilhado por quase toda a família (a minha mãe sempre gostou mais do presépio...). O fim-de-semana em que as aulas terminavam, marcava para mim o início do Natal. Era nesse fim-de-semana que enfeitávamos a casa. Recordo-me que grande parte das vezes tínhamos como fundo o Natal dos Hospitais (talvez daí venha a minha faceta pimba...), que era, na altura, um daqueles marcos televisivos, como o “Festival da Canção”, a “Miss Portugal”, ou os “Jogos Sem Fronteiras”.

Íamos buscar areia à praia, púnhamos no balde de plástico (forrado com um papel de Natal) e enterrávamos o pinheiro (verdadeiro), que em cada ano era diferente – mais frondoso, mais “careca”, mais comprido, mais redondo... com um cheiro que não me sairá da memória.

Enfeitávamo-lo com bolas de várias cores e vários tamanhos, estrelas, cornucópias, peças que iam sobrando de uns anos para os outros e complementadas com uma ou outra comprada nesse ano – que normalmente não tinha nada a ver com as anteriores; as fitas daquelas que se usavam há 15 ou 20 anos atrás (oh meu Deus! – estou a ficar velha!!), brilhantes, de várias cores, que se desfaziam ou rebentavam se as puxávamos com mais força; as luzes, coloridas, a piscar; a estrela, no topo... e, o mais importante, as bolinhas de chocolate que pendurávamos na árvore (e que desapareciam na manhã do dia 25, assim que nos davam ordem de soltura para abrir os presentes!). No final, fazíamos uma espécie de tiro ao alvo com pedaços de algodão, que cobriam a árvore e, na nossa ideia, pareciam criar o efeito de neve…

Agora tenho um pinheiro artificial. Montei-o, sozinha, em 10 minutos. As bolas e as fitas douradas perdem-se entre as luzes amarelas... Parece que ficou igual ao do ano passado... e ao do outro anterior...

Resolução: para o próximo ano, compro uma decoração diferente!!!

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home