Já te contei?...

Porque há coisas que às vezes ficam por contar...

quarta-feira, 6 de dezembro de 2006

€Quanto€ é que me amas?

Diz que isto de ser ter um soutien bem recheado, com uma copa nunca abaixo da "C", dá jeito. Dá ainda mais jeito quando se é a "menina" Bellucci, que faz uso das ditas durante todo o seu último file “Combien tu m’aimes”, defendendo, sem deixar argumentos, que, como diz o outro, aos 40 é que elas estão lá (no caso dela, muito lá mesmo!) – Rendo-me.

É a história de uma prostituta – Bellucci - a quem um cliente propõe uma renda de 100 mil euros mensais para viver com ele, proposta essa que ela aceita. No entanto, surge a personagem do seu namorado (chulo) – Dépardieu - e a história começa a desenrolar-se e a ganhar novos contornos.

Como em todos os filmes franceses – dos quais não me considero ser grande apreciadora, salvo raras excepções – há personagens e cenas completamente sem sentido, que só fazem rir pelo absurdo.

Basicamente o filme é um elogio à beleza da musa italiana, em que ela aparece nua meia dúzia de vezes. A história é mais que vista, da prostituta que se quer tornar mulher séria, e pouco mais.

Acho que vou voltar para o ginásio…

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home