Já te contei?...

Porque há coisas que às vezes ficam por contar...

segunda-feira, 29 de janeiro de 2007

Confesso: Estou indecisa!

Quanto mais leio, quanto mais oiço, mais indecisa fico.

É fácil impressionarmo-nos com as histórias da "a", da "b" e da "c", que se deitam numa marquesa de vão de escada e são submetidas a procedimentos de dar a volta ao estômago, para resolver o "SEU problema". Mas dentro de mim há valores e crenças que não deixam de ser tidos em conta. A emoção e a gratificação da maternidade. O valor da VIDA. Digam o que disserem...

Bem sei que ninguém é a favor do aborto. Mas depois de ouvir amigas minhas a dizer que não pensariam duas vezes em abortar, só porque não lhes dá jeito terem agora um bébé... E entenda-se, fariam-no, com ou sem despenalização, mas fa-lo-iam mais facilmente se não precisassem de gastar tanto dinheiro e se não tivessem de passar por meios clandestinos e pouco seguros (enfim, acho que todas elas teriam dinheiro para ir a Badajoz, mas qualquer hospital da capital ficaria bem mais perto...).

E depois há o argumento da hipocrisia. Mas também há o argumento da lei...

Enfim, não sei mesmo o que fazer. A solução mais fácil parece ser votar sim. Mas nem sempre o mais fácil é o melhor. Preciso de ajuda.

E já só faltam 13 dias...

Voltarei ao assunto.

5 Comments:

At segunda-feira, janeiro 29, 2007, Blogger Iguana said...

Fiquei muito tentada a deixar-te um comentário com a minha opinião mas tenho medo de não saber utilizar as palavras mais correctas para não ferir susceptibilidades...
A minha opinião sobre o assunto é bastante firme e não percebo muito bem os argumentos contrários (defeito meu, provavelmente). Tens razão, falta muito pouco tempo para o referendo e este é um assunto a que ninguém pode ficar indiferente.

Fico-me só pelo apelo ao voto em consciência, realista e sem hipócrisias.

 
At terça-feira, janeiro 30, 2007, Blogger Scratchy said...

queres a minha opinião já? ou guardo-a para domingo? :P

 
At terça-feira, janeiro 30, 2007, Blogger Náná said...

Iguana: Bem sei como defendes as tuas ideias até ao desmoronar da última pedra. Gostaria de neste caso também poder estar tão convicta. A única certeza que tenho é que, vote no que votar, ficarei sempre com um nó na garganta...

Scratchy: Domingo terei todo o gosto em ouvir a tua opinião e desafio-te a convenceres-me de que é a melhor. Só preciso de argumentos...

 
At terça-feira, janeiro 30, 2007, Anonymous Peter said...

Gosto dessas tuas preocupações sociais e não me surpreendes com a necessidade de perceberes o que te rodeia. Algumas questões me parecem pertinentes, primeiro o facto da criminalização deste acto, o que muito penaliza as mulheres e segundo será que alguma mulher faz uma IVG com satisfação? acho que não. No entanto também me parece que o enquadramento legal não deve permitir a total facilitação deste processo.

 
At terça-feira, janeiro 30, 2007, Blogger Náná said...

Peter: Aí está um dos pontos que me faz ficar indecisa. Aquela parte "por livre opção da mulher", (ou seja, simplesmente porque lhe apetece ou porque não lhe dá jeito), faz-me uma pequena confusãozita... A ver vamos.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home