Já te contei?...

Porque há coisas que às vezes ficam por contar...

segunda-feira, 22 de maio de 2006

A mais bela bandeira do mundo

Foi no passado sábado que eu e a minha Juanita decidimos fazer a nossa parte no que respeita o apoio à selecção nacional, participando na formação da mais bela bandeira do mundo (que o não seria, obviamente, sem as nossas presenças).

Como manda a tradição, chegámos atrasadas. Precisamente meia hora depois de terem fechado os portões do Estádio do Jamor, por terem já mulheres a mais para formar a bandeira. Corriam já as três da tarde… Mas para não perder a viagem, lá ficámos “dançando e rindo”. Observando as movimentações das dezenas de pessoas que tentavam infrutiferamente entrar, ou porque tinham saído apenas para comer e os portões fecharam entretanto (com a família toda lá dentro), ou aqueles que, à tuga, queriam, porque queriam, entrar (sobretudo os homens que, tendo conhecimento da maior concentração de mulheres por metro quadrado naquele dia, não podiam perder a oportunidades de “estar lá”).

E eis que, passadas duas horas de trabalho para o bronze, algumas actuações de cantoras portuguesas e algumas gargalhadas, os portões abriram-se e as babes entraram no recinto, levadas pela curiosidade de dar uma espreitadela ao relvado para ver em que pé estava a nossa bandeira. E não é que fomos parar mesmo ao pé da entrada para o relvado, onde esperavam milhares (mais de 20 mil) de mulheres desde as 11h00 da manhã (hora em que era suposto termos chegado)? Obviamente com quebras de tensão, sede, desmaios e todas aquelas coisas que acontecem quando se está cerca de 6 horas a levar com um sol escaldante na cabeça…


Em menos de 5 (CINCO) minutos, estávamos ali, qual capuchinho vermelho, a formar o lado rubro da nossa bandeira! Nunca imaginei que fosse tão fácil… depois de ouvir os comentários das nossas vizinhas de bandeira, que nos contavam os relatos desesperados de quem se levantou às 5h da manhã para estar ali, directamente do Algarve, ou depois de ver as listas dos organizadores das excursões que vieram de Braga ou Viana do Castelo! Valha-me Deus! Isto há gente capaz de tudo!!!

Enfim, depois de um passeio matinal na Baixa (no meu caso) e de uma aula de Projecto (no caso da Juanita) ainda comemos uma bifanita na Dona Cristina, chegámos ao Jamor na maior das calmas, ficámos à vontadinha a ver o filme passar, e quando estava mesmo a terminar, ainda nos tornámos em duas das (dezoito mil) protagonistas da tarde!!

Ah... E estamos no Guiness World Records.

Ah pois é!!

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home