Já te contei?...

Porque há coisas que às vezes ficam por contar...

segunda-feira, 27 de novembro de 2006

O Perfume

Sou extremamente sensível aos cheiros. Suporto pouco mais de 10 perfumes. Na minha pele a contagem desce para metade. Já aconteceu gostar de um cheiro noutra pessoa, comprar o perfume e deixá-lo quase intacto ao perceber, à primeira utilização, que me causava náuseas...

Por isso, identifiquei-me bastante com o romance do Patrick Süskind, no qual o protagonista era dotado de um olfacto extremamente desenvolvido, apesar de ele próprio não emanar nenhum cheiro, identificando odores que se misturavam entre as ruas, ou que se encontravam a uma distância considerável. O seu olfacto era tão apurado, que a certa altura nenhum cheiro era novidade para ele... até ao dia em que experimenta o cheiro de uma mulher.

A partir dessa altura fica obcecado pelo cheiro feminino, e depois de várias experiências para conseguir extraí-lo (através do assassínio de várias mulheres), consegue, através de uma adaptação do método de "enfleurage" (que consiste em impregnar as substâncias aromáticas em cera e depois extrair o óleo com álcool), captar a essencia de várias mulheres, em pequenos frascos de perfume.

A história do livro vai um pouco mais além deste resumo, mas já o li há vários anos, por isso confesso que já não me lembro de muitos pormenores. Alguns deles, foram, no entanto, perfeitamente retratados no recente filme, com o mesmo nome. A cena inicial não poderia ser mais fiel. O próprio protagonista pareceu-me bastante próximo à imagem que criei quando li a história.

No entanto, algumas adaptações tiveram que ser feitas, ao ponto de ser criada uma cena com um impacto visual "marcante", de uma orgia monumental entre machos desdentados e fêmeas peludas... Não me recordo dessa cena no livro, de qualquer forma... não havia necessidade...

O filme pareceu-me, no essencial, fraco. Para quem não leu o livro, então, torna-se extremamente confuso. Há pormenores que só se conseguem perceber por associação à história original, o que não é suposto quando se vê um filme.

Conselho: Esquece o filme. Lê o livro. É bom para desanuviar.

2 Comments:

At segunda-feira, novembro 27, 2006, Blogger MoonnooM said...

Lindaaaaa menina!!:)
Nem sabia que tinhas um blog! Muito interessante! Vou passar por cá tantas vezes quantas me forem possíveis!;)
Tudo de bom kida! *beijinhosss*

Simmmm, almoçamos ou lanchamos ou marcamos um ganda jantar ca malta?!;)

 
At quinta-feira, novembro 30, 2006, Blogger Scratchy said...

é bonito teres-te lembrado dos meus anos... :)

e é bonito teres posto um post sobre perfume no próprio dia... tem tudo a ver com um metrossexual como eu... :P

obrigado! :) e viva os cremes e os creminhos... :P

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home