Já te contei?...

Porque há coisas que às vezes ficam por contar...

quinta-feira, 23 de novembro de 2006

Parabéns a nós…

Há precisamente 8 anos atrás, uma segunda-feira, o Sr. Santos saiu de casa por volta das 21h, desesperado, porque a filha – que saíra de casa antes das 18h, dizendo que ia buscar uns apontamentos para o teste do dia seguinte a casa de uma colega (coisa para, no máximo, meia hora) – ainda não tinha aparecido.

Depois de telefonar para casa de todas as amigas e de ter percebido que a filha (que não ia para lado nenhum sem avisar e que era pontual e cumpridora de horários) não se encontrava em nenhum dos sítios onde costumava estar, saiu à sua procura. Correu a cidade. Os centros comerciais, os cafés, a biblioteca, a escola. Nada.

De facto, tinha saído para ir buscar uns apontamentos a casa da Rita, mas não esperava encontrar-te. E como precisava falar-te! Não conseguia deixar de pensar no que tinha acontecido no sábado. Quando penso ainda sinto a “moínha” (desculpa o plágio, Pitseleh) que sentia na barriga. Precisava saber o que era aquilo. E queria tanto que quisesses o mesmo que eu… Felizmente querias.

Nem reparei nas horas a voar. Conversar contigo foi, desde sempre, um prazer. Sentir o teu cheiro, olhar para ti… Acho que já tinha a certeza que eras tu. Desde o primeiro dia. Porque me fazes rir, porque me valorizas, porque me apoias e limpas as minhas lágrimas. Porque me conheces com o olhar. Porque és o meu melhor amigo. Porque colocamos todos os dias um tijolo no nosso edifício. Porque olhamos na mesma direcção.
Às vezes penso que não te mereço…

Eram 21h30 quando olhei para o relógio. Não imaginava o reboliço em que ia encontrar a minha família… De facto, não era para menos. “Estive com um amigo”. Não menti. Mas valeram-me o sermão e o castigo que se estendeu por duas semanas… e o olho aberto dos papás, que, à mais leve distracção, iam confirmando as suspeitas de “mouro na costa”.

6 Comments:

At quinta-feira, novembro 23, 2006, Anonymous Anónimo said...

sempre soube que a vossa historia era bonita... mas tao bonita como a descreves nao imaginava... qeu bom é ver-vos felizes!! :) um beijinho da quase desempregada Pipa :P **

 
At quinta-feira, novembro 23, 2006, Anonymous Pedro said...

Sinceramente, acho que não podia ter tido mais sorte e felicidade por os nossos caminhos se terem cruzado. Foram 8 anos de alegrias e tristezas que nos fizeram gostar ainda mais um do outro. Encontrei em ti algo que todas as pessoas deviam ter: uma excelente amiga, uma grande mulher, uma estupenda amante e mais uma infindável lista de adjectivos, que não são suficientes para te descrever. E ainda por cima do Sporting, que mais se pode querer. Parabéns com muito amor são os meus votos para nós. Beijocas.

 
At quinta-feira, novembro 23, 2006, Anonymous Pedro M. said...

Os meus sinceros parabéns num dia tão especial para dois dos meus melhores amigos. Agora já sei porque trabalhei sozinho nessa tarde...não havia tempo para tudo. bj e abraço

 
At quinta-feira, novembro 23, 2006, Blogger Náná said...

Obrigada, Pedro M. :) Acho que posso agradecer em nome dos dois, pela amizade e pela cumplicidade. Por teres ajudado a guardar quele que era o nosso segredo. Por tantas vezes nos teres protegido e defendido.

É por isso que serás sempre nosso amigo.

PS - Encontrei-vos a caminho do Fórum e fomos lanchar. Só depois de ires para casa é que aceitei a boleia dele... Foi em horário pós-laboral! LOL!

 
At quinta-feira, novembro 23, 2006, Anonymous Anónimo said...

Como estreante nestas coisas de comentários só tenho a dizer, o quanto tenho descoberto em relação a ti e em relação a vocês. E esse “quanto” tem-me deixado, quase sempre, com lágrimas nos olhos ou com um sorriso nos lábios, ou ambos. Enfim, tudo isto para dizer que um dia para mim não fica completo sem dar um saltinho ao teu blog. Acho que aprendi a reconhecer-te e a rever-te agora com outros olhos, apreendi um outro lado teu, um lado que não não conhecia. Por isso só tenho de dar os parabéns e agradecer-te por estes momentos. Beijos, HMLM

 
At quinta-feira, novembro 23, 2006, Blogger Náná said...

Obrigada, cunhada. Deixas-me emocionada...

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home