Já te contei?...

Porque há coisas que às vezes ficam por contar...

quinta-feira, 15 de março de 2007

Sensacionista

É assim que me sinto, nesta fase de despedida.

Qual Álvaro de Campos, quero "sentir tudo de todas as maneiras". Absorver as imagens, memorizar os sons, guardar os cheiros, interiorizar o toque. Reunir memórias e fechá-las a cadeado, para não saírem de mim.

Estes dias dei por mim perdida por ruas que conheço muito bem. Vagueei por becos e travessas. Fotografei mentalmente cada pormenor. Os lençóis no estendal, as portadas abertas, as flores nas varandas, o gato deitado no tejadilho do carro, a apanhar sol, até os pombos a depenicar os pedaços de pão que lhes foram atirados... As pedras da calçada, as nuvens do céu.

Está tudo cá dentro. E fará parte de mim, para sempre.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home